MENSAGEM DE ANO NOVO

MENSAGEM DE ANO NOVO

terça-feira, 28 de abril de 2015

Minha História - Início

Foto tirada em novembro de 2009, em Floresta/PE
NOTAS INICIAIS

Muitas pessoas, mesmo as que vivem num aparente anonimato têm uma história de vida pra contar, histórias de sonhos, fantasias, aventuras, amor, superação, heroísmo, e outras mais.
Creio que se todos que têm uma história resolvessem escrevê-la, serviria como elemento de reflexão e de conhecimento mais próximo da realidade de cada um, além de que saberíamos que são muitos os exemplos de vida que merecem destaque.
Escrever a própria história parece a princípio algo sem cabimento. Normalmente isso fica por conta dos historiadores e, mesmo assim quando se tem alguma relevância social ou política, e/ou que já se encontre falecido (a).
Contrariando essa lógica, resolvi eu mesmo escrever a respeito de minha vida, como forma de deixar registrado os fatos que me marcaram até o presente momento e, que podem ser útil às pessoas que me conhecem para que saibam em maiores detalhes quem sou, o que penso, como é minha ação e minha concepção de vida.
Adiei o projeto por vários anos e por várias vezes. Quando iniciava, perdia a empolgação ou então dava um tempo devido ao acúmulo de atividades e tarefas.
No entanto, nesse dia 15 de janeiro de 2014, após fazer umas reflexões sobre como venho conduzindo minha vida, meu trabalho e minhas relações pessoais e familiares, resolvi dar prosseguimento aos escritos.
          Não se trata de nenhum tipo de autobiografia e, nem pretendo que seja encarada assim.          Trata-se apenas de um relato de alguém que já passou por várias experiências na vida e, que apesar de inúmeros reveses sofridos, tem uma imensa paixão pela vida.
          Será uma forma de externar o que venho construindo aos poucos nos últimos anos, só que nunca tenho tempo pra escrever o que seria a intenção de se tornar um livro. Por isso, resolvi compartilhar de forma mais prática e objetiva pelas redes sociais.
          Estarei relatando desde a minha infância até os dias de hoje, o que significará também para mim uma oportunidade de reflexão mais ampla sobre mim mesmo.


DEDICATÓRIA
  
Dedico estes escritos...

Em memória de meu pai João Francisco da Paixão, o qual apesar do pouco tempo que tive próximo a ele transmitiu-me muitos dos valores morais que hoje carrego comigo.

Em memória de minha mãe Maria Afonso da Paixão, a qual assumiu a difícil tarefa de ser mulher honrosa e dedicada a casa e à família, principalmente após a morte de meu pai.

Aos meus filhos Diego Andrade, Pablo Guevara e Victor Ernesto. Eles são luz para mim.

INÍCIO DE TUDO
(Meus Pais)
Meu Pai, assinando o livro do casamento

Lindo momento dos dois (eu já estava na barriga de minha mãe)

Minha Mãe colocando a aliança de casamento na mão do meu Pai 

Lindo gesto de carinho. Eles eram sempre assim um com o outro 

Cortando o bolo

Nessa foto além dos meus pais, à direita minha avó e meu avô maternos 

Nenhum comentário:

Postar um comentário