PONTO DE PARTIDA

PONTO DE PARTIDA

terça-feira, 31 de maio de 2016

Instituto Raízes é destaque na Caminhada da Paz


No último domingo dia 29 de maio de 2016, foi realizada mais uma edição da Caminhada da Paz na cidade de Floresta/PE, organizada pela Diocese, contando com a presença de um grande número de florestanos e de representantes de outras cidades do sertão pernambucano.

O Instituto Cultural Raízes participou da Caminhada com o Maracatu Afrobatuque de Floresta, levando às ruas seus mais de 80 componentes entre crianças, adolescentes e jovens, em sua maioria da Comunidade do Bairro do Vulcão.

O grupo foi convidado especial da Diocese de Floresta e, mostrou a força da cultura pernambucana e afrobrasileira, fruto do trabalho permanente, inovador e pioneiro que é realizado pelo Instituto Raízes na cidade e em especial na Comunidade do Vulcão.

O Instituto Raízes trouxe como contribuição a esse momento, a Cultura Popular como forma de contribuir para a Paz, o que pode ser comprovado pelos resultados positivos alcançados pelo trabalho desenvolvido que mudou o perfil e a realidade da Comunidade do Vulcão em Floresta.

Expressando muita alegria, o grupo apresentou diversas Loas que marcam a história do Maracatu Afrobatuque de Floresta e uma homenagem especial ao Mestre Naná Vasconcelos, falecido em março desse ano, o qual é uma das fontes de inspiração do trabalho cultural realizado.

Na fala de Libânio Neto, Diretor Presidente do Instituto Cultural Raízes, o agradecimento a Diocese de Floresta pelo convite, deixando a afirmação de que a construção da Paz passa necessariamente pela adoção de práticas positivas junto à Comunidade e em especial a crianças, adolescentes e jovens, proporcionando alternativas de convivência que resgate os valores humanos, sociais e culturais. Destacou ainda que os resultados positivos alcançados tem relação profunda com o trabalho sócio cultural realizado na Comunidade do Vulcão que já conta mais de 6 anos.

domingo, 29 de maio de 2016

Abertas Inscrições para Oficinas de Maracatu em Floresta


O Instituto Cultural Raízes, juntamente com o Maracatu Afrobatuque de Floresta, inicia no mês de junho de 2016 a realização de Oficinas de Maracatu de Baque Virado em Floresta.

As inscrições estão abertas a partir da data de hoje, para pessoas interessadas em aprender sobre uma das mais tradicionais expressões da Cultura Afrobrasileira e nordestina, autenticamente pernambucana que é o Maracatu, reconhecido como Patrimônio Cultural e Imaterial do Brasil.

A iniciativa é parte do compromisso sócio-cultural do Instituto Raízes em resgatar e divulgar amplamente as Tradições Culturais, especialmente o Maracatu de Baque Virado que é uma das principais referências do trabalho da entidade em Floresta e em vários outros municípios do sertão pernambucano.

Crianças (a partir de 8 anos de idade), adolescentes, jovens e adultos, podem se inscrever na própria Sede do Instituto Cultural Raízes localizada à Rua Eloi Torres de Barros, 81, bairro Escondidinho/Vulcão ou contactar os representantes do Instituto através dos seguintes telefones: (87)99902.0140 Libânio Neto, (87) 99913.2033 Washington Luiz, (87) 99902.0114 Marciano Lima e (87)99913.0884 Márcio Lima.
Para se inscrever é necessário cópia dos documentos de identidade e, no caso de menor a autorização dos pais, cujo formulário de inscrição estará a disposição de todos(as) na Sede da entidade.

As oficinas serão gratuitas unicamente para remanescentes quilombolas, indígenas, estudantes da rede pública de ensino e pessoas de baixa renda. Outros públicos interessados devem procurar a direção do Instituto para saber do plano de aulas e valores das mesmas.

As atividades serão desenvolvidas aos sábados no horário das 16:00h às 18:00h na Praça do Vulcão, podendo também acontecer em outros bairros da cidade, desde que haja mobilização e organização para tanto.

"Estaremos com essa iniciativa ampliando o conhecimento e a prática cultural de valorização do Maracatu de Baque Virado em Floresta, fazendo chegar o acesso a cultura de raiz a todos os florestanos, afirma o Diretor Presidente do Instituto Raízes, Libânio Neto.

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Forum - Africanidades em Nós


Fruto da parceria entre a Escola Estadual Maria Emília Cantarelli de Belém do São Francisco, o Instituto Cultural Raízes, Capes e Pibid, foi realizado no último dia 24 do corrente mês o 1º Forum AFRICANIDADES EM NÓS.

O evento contou com a participação de um público em torno de 300 pessoas, entre professores de história e artes, bem como estudantes do normal médio da Emec e alunos participantes das oficinas do Programa Mais Cultura nas Escolas, além de convidados, contando ainda com a parceria do Profº João Di Carvalho, através da A PRODUTORA Áudio e Vídeo, que garantiu toda a estrutura de som e o registro do início das atividades.

A iniciativa é pioneira e faz parte das ações do Programa Mais Cultura nas Escolas, que é executado desde 2014 na Emec em parceria com o Instituto Cultural Raízes, a qual é a única Escola em todo o Sertão de Itaparica a ter obtido a aprovação do Projeto.

A programação foi concebida após amplo diálogo realizado entre a equipe gestora da Emec, professores de história e artes da escola e o Instituto Cultural Raízes, no sentido de iniciar nesse ano de 2016 a implementação das Leis 10.639/2003 e 11.645/2008, que tratam da obrigatoriedade do estudo da história e cultura afro-brasileira e indígena, nos estabelecimentos de ensino público e privado.

O Forum teve como tema DIÁLOGOS E DIVERSIDADE PARA CONSTRUÇÃO DA IGUALDADE ÉTNICO-RACIAL, contendo a seguinte programação:
09:00h - Abertura, realizada pela Gestora Profª Célia Barros e pelo Vice Gestor da Emec, Profº Evanilson Maia.
09:15h - Apresentação do Grupo Afoxé Filhos de N'Zambi, do Instituto Cultural Raízes;.
10:00h - Palestra sobre A Importância do Resgate das Tradições Afrobrasileiras e das Ações Afirmativas, realizada por Libânio Neto, Diretor Presidente do Instituto Cultural Raízes.
11:00h - Palestra sobre a História da África, realizada pela Profª Geyza Alves da Cesvasf.
14:30h - Roda de Diálogo com jovens do Instituto Cultural Raízes, com mediação do Profº Evanilson Maia.
15:30h - Oficinas:
             - Percussão; 
             - Danças Africanas;
             - Capoeira;
             - Lendas Africanas;
             - Máscaras Africanas;
             - Estética Afro.
16:40h - Socialização das Oficinas e Encerramento.

Na avaliação da equipe organizadora, o Forum atingiu seu objetivo, contando com a participação ativa de todos(as) atores envolvidos e, especialmente dos jovens presentes, deixando um exemplo positivo para as atividades futuras.