MENSAGEM DE ANO NOVO

MENSAGEM DE ANO NOVO

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Consciência Negra em Floresta é marcada por muita emoção

Foto: Blog do Elvis
No sábado dia 26 de novembro de 2016, realizou-se a 8ª Celebração da Consciência Negra em Floresta/PE.

O evento ocorreu na Quadra Poliesportiva do Bairro do Vulcão e reuniu grupos culturais de Arcoverde, Mirandiba, Salgueiro, Terra Nova e Belém do São Francisco, além do Maracatu Afrobatuque de Floresta, do Afoxé Filhos de N'Zambi e Grupo Dandara, mantidos pelo Instituto Cultural Raízes.

Estiveram presentes ainda o Mestre Shacon Viana da Nação do Maracatu Porto Rico e a Mestra Joana Cavalcanti da Nação do Maracatu Encanto do Pina.

Momento de Homenagens ao Mestre Shacon e a Mestra Joana.

Iniciando as apresentações foi realizada homenagem especial a Naná Vasconcelos, conduzida pelo Mestre Shacon Viana e pela Mestra Joana Cavalcante.

Em seguida, o Maracatu Afrobatuque de Floresta, realizou (juntamente com demais grupos presentes) homenagem especial a Nação do Maracatu Porto Rico, pelos seus 100 anos de lutas e glórias, completados no último dia 7 de setembro, sendo também homenageados o Mestre Shacon e a Mestra Joana.

Dando continuidade aconteceram as apresentações do Maracatu Nação Salgueirense (de Salgueiro), do Maracatu Raízes do Sertão (de Arcoverde), da Companhia de Danças na pisada do sertão terranovense (de Terra Nova), do Grupo Dandara (de Floresta), do Grupo Zumbi de Dança Afro e Percussão (de Mirandiba) e, encerrando à noite, o Afoxé Filhos de N'Zambi (de Floresta).

Em mais um ano o evento da Consciência Negra em Floresta mostrou sua força e, se consolida (cada vez mais) como o maior evento de Cultura Afrobrasileira do Sertão Pernambucano.

Na avaliação da comunidade, dos vários grupos participantes, dos Mestres convidados e da Diretoria do Instituto Cultural Raízes, o evento atingiu seu objetivo maior e mostrou a viabilidade de se promover eventos culturais na Comunidade, numa perspectiva de ações afirmativas voltadas para a conscientização do papel dos afrobrasileiros na construção da sociedade e, como forma de eliminar preconceitos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário