PONTO DE PARTIDA

PONTO DE PARTIDA

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

Dia 17 de fevereiro - A festa que não houve


Os peões dos campos da Patagônia argentina tinham entrado em greve contra os salários curtíssimos e as jornadas longuíssimas, e o exército foi encarregado de restabelecer a ordem.

Fuzilar cansa. Nesta noite de 1922, os soldados, exaustos de tanto matar, foram ao prostíbulo do porto San Julián, atrás de sua merecida recompensa.

Mas as cinco mulheres que trabalhavam lá bateram a porta no nariz deles, e puseram todos para correr ao grito de assassinos, assassinos, fora daqui!

Osvaldo Bayer guardou seus nomes. Elas se chamavam Consuelo García, Ângela Fortunato, Amália Rodríguez, Maria Juliache e Maud Foster.
As putas. As dignas.

Do Livro: OS FILHOS DOS DIAS
De: EDUARDO GALEANO

Nenhum comentário:

Postar um comentário